Trabalha connosco

PROJETO RECICLAGEM

O nosso desafio é tornar a utilização de fraldas, pensos higiénicos e produtos para a incontinência um benefício também para o ambiente. Com esse objetivo em mente, concebemos o primeiro processo tecnológico em Itália para a reciclagem de produtos absorventes para cuidados pessoais usados e a sua transformação em novas matérias-primas.
A empresa desenvolveu, junto de um fornecedor nos Estados Unidos, uma primeira instalação-piloto que demonstrou a possibilidade de reciclagem dos produtos absorventes para cuidados pessoais.
O primeiro passo é ultimar uma nova máquina, capaz de servir uma população de cerca de 400.000 pessoas, que será instalada até 2014 na região de Veneto (Itália).
O objetivo é alargar a experiência da reciclagem a outras regiões de Itália até 2015/2016.
Se o sistema fosse aplicado a todo o país, eliminaríamos 2,5% dos resíduos sólidos urbanos, 900.000 toneladas de produtos absorventes para cuidados pessoais usados de todas as marcas, que são atualmente enviados para aterro (65%) ou incineração (35%).
A partir de hoje, as fraldas usadas podem ser recicladas e transformadas em mobiliário urbano e em muitos outros objetos de uso quotidiano; cartão para embalagens industriais e fertilizante. Com efeito, o processo tecnológico de reciclagem, desenvolvido com base em patentes italianas Fater, produz plástico granulado e matéria orgânica celulósica de alta qualidade e completamente esterilizados graças à utilização do vapor, que elimina todos os potenciais agentes patogénicos e maus odores. A partir de 1 tonelada de produtos usados obtêm-se 95 kg de plástico e 280 kg de matéria orgânica celulósica.
FASES
Colocação dos produtos em autoclave
Esterilização e neutralização dos odores através de vapor pressurizado
Transferência para a caixa separadora
Separação de plástico e celuloseAs vantagens
Para o ambiente
Com o sistema de reciclagem, a Fater foi a primeira empresa em Itália a fazer face aos impactos dos resíduos de produtos higiénicos absorventes, tendo contribuído para a sua redução significativa. O sistema experimental permite a reciclagem, em regime normal, de cerca de 5.000 toneladas/ano de produtos absorventes para cuidados pessoais. Ambiente Italia, grupo líder em matéria de investigação que atua no âmbito da análise e planeamento ambiental e da conceção ecológica, confirmou a redução acentuada dos impactos ambientais resultantes do projeto, enumerando e quantificando as inúmeras vantagens.
Matéria-prima recuperada: 2.500 toneladas/ano.
Eliminação de resíduos em aterro para o projeto: - 5.000 toneladas/ano, tendo em conta a reciclagem até à produção de uma nova matéria-prima secundária; - 4.600 toneladas/ano, tendo igualmente em conta, por prudência, os resíduos resultantes de posteriores produções que utilizam a nova matéria-prima secundária;
Redução de gases com efeito de estufa: o fim de vida das fraldas torna-se carbono negativo e, de facto, não só recupera todas as emissões de gases com efeito de estufa geradas pela recolha seletiva, como também traz uma vantagem de 17.7 kg de CO2 eq por tonelada;
CO2 poupado na zona onde o sistema funciona: 1.874 toneladas/ano, equivalente ao CO2 capturado cada ano por mais de 62.000 árvores;
Qualidade do ar: -17 kg/ano de partículas poluentes, - 270 kg/ano de óxidos de azoto - 230 kg/ano de monóxido de carbono (em relação à incineração);
Redução de energia primária: 11.609 MJ/ano equivale ao consumo médio de eletricidade por mais de 500 famílias;
Para os municípios
Potencial redução do custo de envio para o centro de reciclagem em relação ao custo de depósito em aterro.
Metros cúbicos de aterro poupados para o projeto específico: 6.500 m3/ano.
Para a economia
Nova matéria-prima secundária: a partir de uma tonelada de fraldas usadas recicladas obtêm-se quase 150 kg de plástico a ser utilizado em novas produções (mobiliário urbano, objetos, etc.) e mais de 350 kg de matéria orgânica celulósica a ser utilizada na produção de cartão para embalagens industriais ou como fertilizante capaz de repor nutrientes nos solos pobres.
Para os cidadãos
Serviço eficiente de recolha seletiva da fração de produtos absorventes para cuidados pessoais através de contentores estanques em casa, onde depositar as fraldas usadas. São 400.000 os potenciais utilizadores do projeto-piloto em regime normal;
A recolha seletiva específica de fraldas reduz o volume e o peso da fração residual seca total de cada família para a qual os cidadãos pagam o imposto ambiental com base no volume;
A vantagem de poder escolher a melhor falda sem repercussões na pós-utilização que, graças ao sistema de reciclagem, se torna uma mais-valia (ver comparação da Life Cycle Assessment entre fraldas reutilizáveis e fraldas descartáveis).
O que é melhor para o ambiente
A COMPARAÇÃO ENTRE FRALDAS DESCARTÁVEIS E FRALDAS REUTILIZÁVEIS NUM ESTUDO REALIZADO PELO GRUPO AMBIENTE ITALIA. CERTIFICAÇÕES E LICENÇAS
Na comparação entre fraldas descartáveis e fraldas reutilizáveis do ponto de vista ambiental, o facto de as emissões de CO2 do fim de vida do produto terem sido reduzidas para zero graças ao processo de reciclagem, torna o balanço de CO2 das fraldas descartáveis ambientalmente preferível ao ciclo de vida do produto reutilizável, tendo igualmente em conta sistemas eficientes de secagem.
(Fonte: Ambiente Italia - Análise ambiental da recolha e reciclagem de produtos higiénicos absorventes – novembro de 2011)
Por conseguinte, tendo em conta todo o ciclo de vida, desde a produção das matérias-primas até à pós-utilização, as fraldas descartáveis têm, atualmente, graças à reciclagem, emissões inferiores em 19 % face aos produtos reutilizáveis.
Assim, da equivalência substancial de impacto ambiental entre as fraldas descartáveis e as fraldas reutilizáveis, resultante da análise de um LCA (Life Cycle Assessment) comparativo efetuado pelo Ministério do Ambiente inglês em 2008, passa-se agora, graças ao inovador sistema de reciclagem de fraldas usadas concebido pela Fater spa, a uma clara vantagem para o ambiente decorrente da utilização de fraldas descartáveis, quando recolhidas separadamente e recicladas.
Para a Fater, ser uma empresa hoje significa harmonizar as justas exigências de crescimento com a consciência de ser uma entidade responsável. Por isso, dedicamos especial atenção à segurança das pessoas, dos processos e à proteção do ambiente, através de um acompanhamento permanente do nosso trabalho. 

FATER contribuiu com a realização da Ponte do Mar em Pescara


  • Login